Alexandre Coster - Asobo Studio

Alexandre Coster: Asobo Studio

Alexandre Coster - Asobo Studio
Alexandre Coster - Asobo Studio

No episódio de hoje conversei com o Alexandre Coster, um Game Programmer trabalhando para a Asobo Studio em Bordeaux, na França em um projeto que ainda não foi anunciado para um console next generation. Durante os 60 minutos que batemos papo, conversamos sobre sua experiência vivendo com somente 550 euros por semana na Alemanha, como começou sua carrera em companhias de jogos, vivendo em Israel com um chefe Russo, se perdendo na Palestina, fazendo renderizador de jogos “no braço”, seu ódio pelo Eclipse, e muito mais!

Resumo:

  • Apresentação 00:30
  • Assistente de Pesquisas na Alemanha, Banco de XML 02:30
  • Vida na Alemanha: 550 Euros por Mês 06:50
  • Trabalhando na SouthlogicDeer: Hunter Tournament 08:55
  • Trabalhando em uma Companhia de Jogos: Ubisoft 12:40
  • Game Design e QA 16:00
  • De Mala Para Israel, Trabalhando com Aviões 18:00
  • Como é Morar em Israel, Perdido na Palestina 21:30
  • Pessoas do Ocidente são Mais Irritadas? 25:45
  • Maratona de Entrevistas: Asobo Studio 27:45
  • O Projeto Secreto 31:37
  • Experiência com Entrevistas de Trabalho 32:28
  • Conselho Para Virar um Game Programmer 38:12
  • Companhia de Jogos Própria e Humble Bundle 39:12
  • Humble Bundle Brasileiro 42:45
  • Coisas do Tumbler 47:00
  • Top 5 54:57
  • Patch de Natal 01:00:00
  • Conclusão 01:06:00

Top 5:

Links:

Play

8 opiniões sobre “Alexandre Coster: Asobo Studio”

    1. Opa Luciano,

      Cara, aqui a gente usa o Visual Studio – e tenho que confessar que a versão 2010 dá umas travadas meio aleatórias também (mas mais com alguns add-ons que a gente tem que usar por aqui ;)

  1. Bom, eu também não chego a odiar o ecplise, só q ele procura ser tão funcional q acaba sobrecarregando, tanto a interface quanto a performance da IDE. Isso pra mim inviabiliza muito o uso dele.
    Também já utilizei bastante o Netbeans (as vezes até chego a utilizar para desenvolvimento em C no ubuntu e Windows). Porem para desenvolvimento web (PHP, Javascript e Ruby On Rails) gosto de utilizar a IDE Redcar que ainda tem muito a ser melhorada e aprimorada mais por enquanto tem me satisfeito muito tanto em ambiente linux quanto windows. Essa IDE é bem semelhante ao nosso amigo textMate do MacOS.

    Fica ai então a dica para alguém interessado estar dando uma olhada.

  2. A quantidade de gente que eu conheço que detesta o Eclipse é muito superior a quantidade de gente que gosta dele. Não sei como eles conseguem se manter com uma comunidade tão grande se tanta gente não gosta deles.

    Hoje eu uso o VS2010 pra 90% das coisas e o Netbeans para os outros 10% (web).

    Ainda procuro uma IDE para PROLOG (Visual PROLOG é muito ruim) que me deixa ter funcionalidades básicas e não apenas realce de sintaxe (que é como eu estou hoje com o Notepad++).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>